As alterações nos parâmetros de pesquisa do Google

SEM. -

Aqui ficam algumas dicas sobre como lidar com as novas atualizações e alterações nos parâmetros de pesquisa do Google.

As alterações nos parâmetros de pesquisa do Google

O Google atualizou e alterou os seus parâmetros de pesquisa entre Agosto e Setembro. Primeiro o critério “Authorship” chegou ao fim, e de seguida foi a vez do “exact match” ser retirado e substituído pelo “close variant” do Adwords.

A opção de ignorar o exact match e o close variant estava disponível nas contas de PPC. Contudo, a partir de agora os utilizadores já não têm essa opção, o que tem causado uma enorme polémica no seio das comunidades de PPC, assim como no universo do SEO.

Alguns utilizadores chegaram mesmo ao ponto de criar petições e de escrever cartas contra esta decisão, na esperança de que o Google a reconsiderasse.

Para os utilizadores de contas PPC, isto causa uma enorme preocupação, pois em termos das listas de keywords, esta decisão torna as estratégias de publicidade muito menos rigorosas.

Esta revolta na comunidade de Adwords não tem só a ver com a repentina perda de controlo, mas mais com a fuga de orçamento que isto causa.

No entanto, a verdade é que é necessário explorar esta alteração de modo a estar preparado para um futuro sem o exact match.

O exact match era um método de ad targeting que o Google utilizava para determinar qual a melhor altura para publicar o seu anúncio. Se uma pessoa pesquisasse no Google a frase exata que a sua marca tinha providenciado, os utilizadores automaticamente veriam o seu anúncio.

Por exemplo, se tivesse dado a expressão “Marvel Comics” como palavra-chave, as pessoas que procurassem essa frase exata, teriam logo contacto com o seu anúncio.

Na sua essência, a precisão de targeting do exact match, garantia que a pessoa que visse o anúncio seria alguém que estaria necessariamente interessado no conteúdo do anúncio publicado, estando assim mais recetivo e constituindo-se como o seu procurado público-alvo.

Mas agora que o exact match foi excluído e temos obrigatoriamente que nos desenvencilhar com o método close variant, como devemos fazê-lo? Quais as melhores práticas?

Ora vejamos:

Otimizar a Landing Page

Teoricamente, poderá ser um pouco mais difícil identificar o target do seu website sem o exact match, contudo, isso não significa que será mais difícil retê-las.

Otimizar a sua landing page ajuda na retenção de utilizadores e poderá trazer 3 a 5 vezes mais em termos de ganhos.

As alterações nos parâmetros de pesquisa Google

Foco na expansão negativa de keywords, para mais resultados de pesquisa rigorosos

Ter uma lista extensa e rigorosa de keywords negativas pode ser extremamente útil, ainda para mais agora, após o desaparecimento do exact match.

Uma lista de keywords negativas pode ajudar a prevenir orçamentos desnecessários.

Extraia essas keywords de uma frase, e não a partir apenas de uma keyword. O close variant funciona da mesma maneira com keywords negativas e positivas.

Diminua a sua lista de keywords, tornando-a mais fácil de gerir

Diminuir a lista de keywords permite duas coisas: primeiro, perderá uma menor percentagem do seu budget, na keyword ou frase propriamente dita.

Segundo, e isto é muito importante para o close variant, perderá menos do seu budget minimizando os riscos colaterais provenientes da associação a termos irrelevantes.

Não se concentre nas keywords

O Google está a pôr um fim à era das keywords. A última atualização do algoritmo de pesquisas beneficia os sites que conseguem fazer correspondências ao significado da pesquisa em vez da keyword associada.

Com o Hummingbird update, torna-se evidente que o Google esteja a tentar fugir da associação por keywords. Isto poderá ser visto como uma tentativa de melhorar a qualidade das pesquisas. O tempo dirá se esta decisão é positiva ou se é o princípio do fim.

Concluindo, a verdade é que, quer gostemos ou não das alterações, elas vão acontecer e o Google vai continuar sempre em busca da perfeição dos motores de busca. Podemos ajustarmo-nos a elas ou sermos rígidos e estagnar-mos. A decisão é nossa.

A intenção do Google é proporcionar à sua base de utilizadores a melhor experiência em termos de motores de busca, e nada o fará parar. E a verdade é que o close variant poderá ser o início de um belo ciclo de pesquisas para qualquer website.


Partilhe a sua opinião