Voltar

10 aplicações que impulsionam a produtividade

Como forma de impulsionar a produtividade, dez grandes empresas do mercado de conteúdos, criaram aplicações inovadoras que respondem às necessidades dos consumidores.

10 aplicações que impulsionam a produtividade

A verdade é que com o crescente aumento da necessidade de armazenamento e partilha de conteúdo, cada vez mais os consumidores procuram aplicações que, de alguma forma, facilitem o seu quotidiano.

Assim, e obviamente impulsionando a produtividade de muitos marketers, surgiram 10 aplicações imprescindíveis, com características específicas, que vieram dar resposta a esta necessidade.

10 grandes empresas – 10 aplicações inovadores que impulsionam a produtividade

1. DROPBOX

Por intensificar a sua onipresença na vida dos utilizadores por meio de parcerias inteligentes e aquisições.

Como onipresente?

Esta plataforma tem mais de 200 milhões de utilizadores guardando mais de 1 bilhão de arquivos, a cada 24 horas.

A plataforma Dropbox  é um conjunto de ferramentas que permite aos desenvolvedores e colaboradores sincronizar dados dos utilizadores entre os vários dispositivos – com mais de 100.000 aplicações ativas, incluindo Shutterstock, Yahoo Mail, e, claro, a aplicação de e-mail adquirida no ano passado, Mailbox.

Caminhando cada vez mais para o mundo empresarial (na ordem dos 4 milhões de clientes empresariais), Dropbox continua a aumentar o número de utilizadores. Surgem já rumores de uma iminente oferta pública inicial de 10 bilhões de dólares.

2. GOOGLE

Pela elaboração do assistente pessoal de inteligência artificial.

A Google já deixou a sua marca no que toca a produtividade pessoal com o Gmail e a ferramenta de armazenamento do Google Drive, que é usado por quase 10% de todos os adultos.

Mas agora com o Google Now, a empresa optou por uma abordagem pró-ativa para facilitar a vida: puxando informação “voluntariada” através das pesquisas buscas efetuadas; ajuda-nos com tudo, desde a previsão de tempo, tráfego, aviso para eventuais espetáculos e respetiva compra de bilhetes.

Embora esta aplicação seja especialmente estimulante para os utilizadores móveis – incluindo portadores do Google Glass. Está a ser testada nos navegadores Chrome, o que significa que até mesmo os computadores comuns vão ter uma secretária virtual.

3. BOX

Por adaptar um serviço de Cloud específico a uma indústria, coloca as empresas em total controlo dos seus documentos e recursos.

Box tem sido o melhor amigo das empresas no meio da era “traga-o-seu-próprio-dispositivo”, ampliando a oferta de armazenamento para potencializar a plataforma e satisfazer clientes como a Gap, Hulu, e Toyota.

Soluções de fluxo de trabalho inteligentes, tais como a capacidade de criar aplicações personalizadas diretamente na Cloud da BOX, tudo isto fez com que a empresa aumentasse as suas vendas em 150%, superando já os 20 milhões de utilizadores, preparando-se agora para uma iminente oferta pública inicial já este ano.

4. IFTTT (IF THIS THEN THAT)

Por permitir que os utilizadores automatizem a todas as suas aplicações

“Nós permitimos que os utilizadores definam a forma como a informação  transita entre as suas aplicações”, diz Linden Tibbets, co-fundador e CEO da IFTTT.

O serviço oferece mais de 130.000 contribuições dos utilizadores “recipes” – tarefas automáticas que combinam uma ação de uma aplicação com outra e que vão desde o mais extremamente útil até ao adoravelmente lunático.

A IFTTT foi finalmente lançada para os dispositivos móveis, permitindo aos seus discípulos obcecados com a produtividade ficarem ainda mais criativos.

5. SWIFTKEY

Por fazer invejar os utilizadores do iPhone com a sua aplicação de teclado Android preditiva.

Não é à toa que o SwiftKey tem sido nos últimos 2 anos a aplicação do Android mais lucrativa. A aplicação que dobrou a sua receita em 2013 acelera a digitação dos utilizadores, aprendendo o estilo de linguagem a partir de textos, e-mails e mensagens nas redes sociais, e sincronizando-o em todas os dispositivos.

O resultado?

Cinco centenas de bilhões de combinações de teclas armazenadas até o momento.

Apps de produtividade

6. FANCYHANDS

Por montar o futuro dos recursos humanos “on-demand”.

Quando o departamento de trabalho temporário do setor da economia colaborativa começou a mostrar sinais de fraqueza, a companhia Fancy Hands de Nova Iorque pensou numa solução inovadora: uma API que permite aos desenvolvedores  organizar 15.000 assistentes on-demand da empresa dentro de qualquer aplicativo.

Os utilizadores do Fancy hands, podem contar com serviços para tarefas baseadas em pesquisa, como reserva de voos ou a temida chamada ao serviços ao cliente. Sem dúvida um mais valia no que toca à poupança de tempo.

7. ANY.DO

Por passar à frente de uma multidão de aplicações “to-do”.

Existe uma lista enorme de aplicações deste tipo “to-do-list”, que tentam ajudar o utilizador a organizar o seu dia, mas nenhuma delas tão bem pensada ou tão inovadora como a Any.do.

Para manter a produtividade e interação dos utilizadores, tornou-se parceira  com a rede de publicidade móvel Kiip, oferecendo recompensas e cupons para as tarefas que vão sendo completadas.

E para certificar-se que não perde lugar nos ecrãs dos computadores pessoais dos utilizadores, criou a  Any.do Moment – um aviso matinal que prioriza as tarefas do dia, e o Cal, uma aplicação de calendário graficamente muito apelativo.

8. EVERNOTE

Por movimentar as memórias de utilizadores corporativos e estender a marca ao mundo analógico.

Quando os utilizadores avançados mencionam Evernote, eles querem realmente dizer o “Cérbero”. E em breve chamar-lhe-ão a Vida.

A marca considerada um pouco “geek-chic” estendeu o seu mercado, no ano passado, com o lançamento de produtos físicos que inclui um saco de mensageiro “inteligente” que não cai. As vendas chegaram 1 milhão de dólares em menos de 30 dias, mais rápido que a versão do Premium e Enterprise do Evernote.

Tudo isto faz parte de incansável busca do do CEO Phil Libin tornar-se uma para sempre start-up.

9. POCKET

Por mudar a forma do conceito “lêr mais tarde.”

Com um simples clique, Pocket permite aos utilizadores guardar artigos ou vídeos que eles não tiveram tempo para terminar de ver, para que possam vê-los mais tarde no seu smartphone, tablet, ou PC quando chegarem a casa (ou no comboio).

Este ano que passou ficou marcado com uma atualização importante que inclui um novo truque, a aplicação aprende sobre a leitura do utilizador, e recorda-o sobre artigos antigos que foram esquecidos.

Parece ser um promessa para o futuro proximo. Pocket ultrapassou recentemente os 800 milhões de itens guardados e os utilizadores guardam agora no “bolso” mais de 1,5 milhões de peças de conteúdo diariamente.

10. MOLESKINE

Por deliciar criativos em colaborações digitais.

Graças aos seus blocos de notas de luxo, Moleskine tem um representante de longa data de beleza analógica. Mas para a empresa prosperar, foi totalmente necessário abraçar o mundo digital.

Em uma parceria com a Evernote criou uma aplicação que permite aos utilizadores digitalizar, guardar e pesquisar. E com uma colaboração inteligente, que permite importar e imprimir, conteúdos personalizados “Moleskine” produzidos pela aplicação FiftyThree.

Demonstrando ser mais do que uma empresa de blocos de notas, a Moleskine abriu o seu capital na Bolsa de Valores de Milão o ano passado, sendo sido valorizada em mais de 700 milhões de doláres.

Todas estas ferramentas são, atualmente, gigantes no que toca ao armazenamento de conteúdos e à sua respetiva partilha.

Apesar de transversais às redes sociais, também estas ferramentas podem, um dia mais tarde, vir a potenciar a presença online das marcas através, precisamente, dessa partilha de conteúdo que tão facilmente permitem.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados