Voltar

Estará a realidade do B2B Marketing a mudar?

Estudos recentes demonstram que a lista de prioridades do B2B Marketing tenderá a mudar num período de dois anos. Vamos compreender porquê.

Compreender os compradores e a tecnologia de marketing, serão as principais prioridades para os próximos dois anos.

Inquéritos recentes demonstram que as principais responsabilidades dos profissionais de marketing B2B a nível mundial, são a marca e o posicionamento (90% dos inquiridos respondeu que sim).

A segunda responsabilidade prioritária da lista, é referida pela maioria dos inquiridos (85%), como sendo a geração de leads e a comunicação da marca.

Contudo, o aumento do foco na personlização e na informação, está a fazer com que os profissionais de marketing repensem a abordagem utilizada, tendo vindo a questionar-se se esta será a melhor forma de se relacionarem com os clientes e se será o melhor método de gestão da informação recolhida.

Antecipando a realidade em vigor num período de 2 anos, a maioria dos profissionais de marketing espera que as suas responsabilidades prioritárias se alterem.

Grande parte dos inquiridos concorda que as novas responsabilidades devam passar a ser: compreender os compradores, saber utilizar as ferramentas de tecnologia de marketing e conseguir analisar a concorrência de forma precisa e rigorosa.

Nesta nova lista de responsabilidades, a marca, o posicionamento, a comunicação de marca e o aumento de pesquisas já não constam na lista ao passo que a geração de leads passou a ocupar o quinto lugar.

Os profissionais de marketing B2B terão que avançar bastante para que consigam integrar a informação de forma a compreender os seus clientes pois segundo estudos recentes:

Apenas 19% dos profissionais de marketing B2B disseram integrar na totalidade a informação dos clientes no seio das suas organizações, precisamente a mesma percentagem de marketers que confessou não a integrar de todo.

Entretanto, cerca de 62% dos inquiridos revelou integrar de alguma forma esta informação, mas não de forma completa.

Os mesmos estudos revelam que um considerável número de profissionais de Marketing esperam mudar para um modelo organizacional hub-and-spoke, que no fundo, combina o melhor dos dois mundos.

48% dos inquiridos responderam funcionar num modelo hub-and-spoke e 56% confirmaram estar a espera estar a trabalhar sob alçada deste modelo algures nos próximos 2 anos.

Já o número de profissionais de marketing que acreditam estar a utilizar um modelo descentralizado num futuro próximo, que não ajuda a formar uma compreensão uniforme dos comprados e não integra a informação, desceu para abaixo dos 10 pontos percentuais.

Esta alteração de prioridades e responsabilidades conduzirá, nos próximos anos, a uma restruturação profunda da realidade do B2B Marketing atual.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados