Voltar

Os artigos instantâneos do Facebook

Com os artigos instantâneos do Facebook, os publicitários e marketers vão ver que 70 cêntimos valem mais do que um euro.

Publicitários e marketers ainda estão a atualizar-se sobre os detalhes dos novos artigos instantâneos do Facebook, que nas primeiras 24 horas geraram as mais diversas reações no online. Desde pânico a confusão, tudo foi motivo de polémica.

Existem várias questões a considerar sobre esta iniciativa que permite publicar artigos e videos completos nas redes sociais, através da app mobile do Facebook. Um dos principais assuntos que tem sido discutido em conversações é a capacidade que o Facebook terá ou não de gerar mais receitas nas audiências mobile, que os próprios publicitários.

A resposta a esta questão? Muito provavelmente, pois o Facebook descobriu o que outros vendedores online não conseguiram: como segmentar e identificar de forma eficaz, as mobile ads.

Como foi publicado pelo Wall Street Journal, os publicitários que participarem nesta iniciativa, manterão 100% do lucro gerado a partir dos artigos instantâneos, caso eles próprios vendam e sirvam os anúncios.

Caso contrário, se o Facebook vender os anúncios a partir do “Audience Network Product”, os publicitários sofrem um corte de 70% nas receitas, recebendo apenas 30% do lucro de vendas.

Durante anos a fio, publicitários e marketers lutaram para gerar receitas a partir de mobile ads, mas sem grande sucesso, e nada garante que eles sejam melhores se venderem os seus próprios anúncios aos artigos instantâneos do Facebook. É possível que o Facebook consiga gerar muito mais receitas com a venda dos anúncios, e dado o número significativo, isto poderá significar um outcome melhor para os publicitários do que aquele que têm atualmente.

O Facebook já provou que consegue fazer muito dinheiro com os mobile ads, e os marketers já afirmaram ter uma maior confiança no Facebook do que noutras empresas.

O Facebook já assegurou estar a trabalhar com o seu primeiro grupo de parceiros no sentido de entender quais os seus requisitos em termos de anúncios e na definição de guidelines que possam apoiar os seus modelos de negócio.

O New York Times, BuzzFeed, National Geographic, o The Atlantic e a NBC News são alguns nomes sonantes deste novo grupo de parceiros do Facebook.

Os artigos instantâneos são, assim, a forma que o Facebook tem de partilhar com os publicitários um pouco do seu segredo em termos de vendas a partir de mobile ads.

Os publicitários são livres de continuar a vender os seus anúncios lado a lado com o conteúdo dos artigos instantâneos. Contudo, com o passar do tempo poderão aperceber-se de que os anúncios do Facebook geram bastante mais receita…

 

Leia outros artigos através do nosso blog e saiba todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados