Voltar

5 tópicos de SEO fundamentais em websites e-commerce

A importância da utilização de técnicas de SEO no desenvolvimento de websites é inegável, e a verdade é que também no caso de websites e-commerce, estas devem estar presentes.

SEO e o E-Commerce

O aumento constante de concorrência no universo online, faz com que cada empresa ou negócio seja obrigado a destacar-se de forma positiva entre os consumidores.

Contudo, no caso do desenvolvimento de websites, é necessário que o projeto seja pensado de forma não só a surpreender o utilizador, como a melhorar o user experience de cada consumidor, para além de ser otimizado para os motores de busca através de técnicas de search engine optimization (SEO).

Desta forma, existem os pontos chave no desenvolvimento de search engine optimization para webistes e-commerce, tais como:

1) Manter uma estrutura de website simples

Simplifica o acesso dos utilizadores aos produtos dentro do próprio website. A recomendação normalmente passa pela utilização de três níveis de navegação, no menu principal: home page, páginas de departamento, páginas de produtos.

A regra de ouro no desenvolvimento de websites e-commerce e da estrutura de SEO é: keep it simple. Ou seja, quanto menos complicada for a estrutura do website, mas simples será o acesso por parte dos utilizadores.

Para lojas com um vasto leque de produtos, onde seja necessário dividir departamentos de produtos em sub-grupos , uma das soluções passa pela colocação de uma barra de search no próprio website.

2) Canonical Tags

URL’s personalizados são desenvolvidos pelos administradores dos websites e-commerce com razões legítimas, nomeadamente a inclusão de parâmetros de referência internos para análise.

Contudo, neste caso a grande dificuldade no que toca às técnicas de SEO passa por impedir o desenvolvimento de problemas, como sejam: conteúdos duplicados no website, diminuição da relevância das palavras chave ou até mesmo problemas como “spider blocks”.

A verdade é que esta questão tornou-se mais simples em 2009, após a Google, Yahoo e Microsoft terem anunciado um suporte para elementos de ligação canónica, através da utilização de tags unificadas.

No entanto, e como muitos dos sites não seguem as regras de SEO, assistiu-se à revisão Hummingbird do algoritmo do google search, que foi dirigida ao e-commerce e aos conteúdos duplicados.

E-Commerce

3) URL’s simplificados com integração da palavra chave

Este tipo de URL’s aparecem nos índices de pesquisa e podem partir de canonical tags, como abordado anteriormente, ou de ligações reais. Contudo, é certo que quando um URL advém de uma canonical tag deve trabalhar através da sua digitalização na barra de endereços.

Ainda assim, surge a questão, o que é um URL simplificado com integração de palavras chave?

Ora, este tipo de URL’s pressupõe a integração de palavras chave, geralmente o nome do departamento, categoria ou produto, e renuncia sequência de caracteres não alfanuméricos. Além disso, as palavras são separadas por hífens e são removidas as palavras de ligação como “de” ou “e”.

O recomendado, no caso de websites e-commerce, é a colocação do nome do produto e o domínio no URL, uma vez que o mesmo produto pode aparecer em diversas categorias, evitando assim a duplicação de conteúdo que prejudicaria bastante em termos de SEO.

4) Categoria e nomes de produtos , Títulos e Tags H1

A chave para uma estrutura simples passa por selecionar corretamente os departamentos e categorias, obtendo o maior número de produtos dentro de cada uma delas, para que se mantenham no topo da estrutura local melhorando ao mesmo tempo o user experience do website.

Além de tornar a usabilidade mais simples para os consumidores, a repartição correta dos departamentos e categorias, através da escolha das keywords certas para o negócio, impulsiona o sucesso da estratégia de search engine optimization do website.

O nome do produto deve então conter não só a sua referência mais técnica, como a palavra chave através da qual quer ser encontrada, e deve ainda coincidir com a tag de título H1, uma vez que confere maior destaque.

5) Utilização de descrições únicas

Tendo em conta o vasto leque de empresas que recorrem a websites e-commerce para vender os seus produtos, é muito recorrente encontrar a mesma descrição de produto em dois sites distintos.

Contudo, o uso de descrições semelhantes é extremamente prejudicial para o website, comprometendo tanto a utilização de técnicas de SEO como a relação com o consumidor, que simplesmente vai ler conteúdo duplicado.

Desta forma, é importante que a descrição dos produtos seja específica e totalmente original, no sentido de explicar corretamente o produto e ao mesmo tempo ser apelativa e diferente dos restantes.

As descrições dos produtos não devem ser consideradas pouco importantes, uma vez que os motores de busca dão maior relevância a websites com conteúdos de qualidade tanto a nível gráfico como de escrita.

A verdade é que, cada vez mais se torna necessário que um website se destaque tanto pelo seu design, pela sua arquitetura de informação, pelas caraterísticas de user experience, como pelo seu conteúdo, sendo que todos estes tópicos são analisados pelos motores de busca aquando da definição de ranking do website.

As técnicas de search engine optimization são indispensáveis nos websites e-commerce, e devem ser complementadas com estratégias de marketing online, pois tem por base a criação de conteúdos, os online ads, e a gestão profissional dos canais de social media. Tudo isto com o intuito de promover e aumentar o tráfego do respetivo website.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados