Ativação de Marca, mais que uma estratégia de Marketing

 Ativação de marca: A ativação de marca, surge no mercado estratégico para dar resposta a algo que antes não se conseguia fazer chegar com a…

Voltar

 Ativação de marca:

A ativação de marca, surge no mercado estratégico para dar resposta a algo que antes não se conseguia fazer chegar com a publicidade. Esta tinha como objetivo informar e aliciar os públicos a determinado produto ou serviço. 

Num mercado em que a publicidade era usada por todas as marcas de uma forma muito competitiva, foi-se analisando estrategicamente que já era algo que estava a entrar em saturação. 

Desse modo, começou-se a pensar numa nova forma de chamar a atenção dos consumidores de uma forma diferenciada. Pensava-se em algo que transportasse uma experiência para os consumidores, algo que fosse real. Surgiu assim, a ativação de marca, com o objetivo de criar uma relação entre as marcas e os consumidores.

 

Como se cria valor à marca? 

Uma das formas de criar valor à marca, é criar uma relação de interação com o consumidor. É o início de uma caminhada para construção de uma marca forte. Com o decorrer dos anos as marcas já não se podem só centralizar nos benefícios dos produto/serviços ou na diferenciação dos mesmos.

Torna-se deste modo, cada vez mais importante criar uma relação de:

  • proximidade,
  • autenticidade;
  • exclusividade com o consumidor, de modo a acrescentar algo à vida do próprio.

É assim, que fruto do trabalho desta relação nasce a ativação de marca.

 

O pressuposto de uma boa ativação de marca é que ela crie uma empatia com os seus consumidores. É assim, considerada uma excelente estratégia para uma marca que queira ir mais longe. No entanto, objetivo deverá ser proporcionar experiências que outras ainda não tenham elaborado. 

 

Uma estratégia deste tipo, só irá fazer sentido consoante a missão, visão e valores da marca que está a ser trabalhada. 

 

Como afirmou Nádia Reis, directora de relações públicas e comunicação interna, ativação e responsabilidade social do Continente, num artigo de opinião da revista Meios e Publicidade, de título Importância das ativações no relacionamento com o consumidor, diz-nos que: “As activações de marca são por isso oportunidades de relacionamento das marcas com os seus públicos. Constituem espaços de interacção e de partilha e podem também ser criadoras de experiências e memórias. Quando bem-sucedidas, as vantagens são óbvias: diferenciam a marca, criam proximidade, fidelizam o cliente e fixam a marca na mente do consumidor.”

 

Nos dias de hoje são várias as marcas que apostam as suas ativações em Festivais de Música. 

Porque é que isto acontece: os festivais, são eventos em que as pessoas estão mais dispostas a fazer várias experimentações. São pessoas com um espírito aberto a novas experiências! Deste modo, é o que se pretende atingir são pessoas que se atrevam  à experimentação. Essencialmente que visitem o espaço e que essencialmente demonstrem interesse. 

 

Exemplo de ativação de marca, que ficou na memória:

Em 2016 nos Festivais de Música, a marca de cerveja Super Bock aliou-se à causa de proteção do ambiente, com o principal objetivo de diminuir o lixo dos copos  bem como, o consumo de plástico nos Festivais. Desta forma, optou por copos reutilizáveis com pequenas animações gráficas. Foi uma grande inovação neste mercado, uma vez que as centenas de copos de plástico que eram desperdiçados e utilizados sem qualquer tipo de cuidado, tornou-se num produto a ter cuidado e maior atenção por parte dos consumidores.

 

 

ativação de marca

 

Se a sua marca precisa de uma Estratégia de Marketing, direcionada para ativação de marca, conte com a criativadade da SmartKISS.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Keep it simple and stupid.

Portugal 2020Vale Indústria 4.0