Voltar

Os meios de comunicação tradicionais estão a chegar ao fim?

A evolução da tecnologia poderá ou não estar a pôr em causa o tempo de vida de alguns meios de comunicação.

Sera que tradicionais meios de comunicacao social estao a chegar ao fim

O novo ritmo das sociedades e a constante evolução e disseminação das novas tecnologias da comunicação, levam estudos recentes a revelar que o tempo que as pessoas despendem a utilizar aparelhos tecnológicos é, hoje em dia, superior ao tempo que passam a dormir.

Aparentemente a média de uma noite de sono é de 8 horas e 21 minutos e o tempo despendido a usar tecnologia ronda as 8 horas e 40 e poucos minutos.

Ao analisar o comportamento de jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 15 anos, concluiu-se que alguns meios de comunicação tradicionais poderiam estar em risco. Por exemplo, apenas 8% dos inquiridos disseram utilizar o email e 3% a comunicar através de telefones fixos.

1. Porque haveria um jovem de 12 anos de usar o email?

O email é um canal de comunicação fraco em vários aspectos – é complexo e não funciona em tempo real. A razão pela qual maioria das pessoas o utilizam é por questões de trabalho ou para fazer reclamações a bancos/seguradoras. Assim, não é com surpresa que se constata que os jovens não passam tempo a utilizar esta ferramenta.

2. Privacidade

Todos os jovens valorizam muito a sua privacidade. Antigamente os jovens tinham que pedir aos pais e irmãos/as para se afastarem enquanto faziam chamadas dos telefones fixos, agora porque haveriam de utilizar os telefones fixos e ter de passar por isso, se podem telefonar em privado com os seus telemóveis e a partir dos seus próprios quartos?

Sera que os tradicionais meios de comunicacao social estao a chegar ao fim

Estas alterações na comunicação levam a pensar que estas duas vias de comunicação tradicional podem vir a estar em risco num futuro próximo, contudo, verifica-se também que não está a ocorrer, de facto, uma mudança radical na forma como comunicamos – por exemplo, um terço dos inquiridos confirmaram ter enviado pelo menos uma carta no último mês.

O único sector que talvez se devesse preocupar é o dos jornais físicos e das revistas, pois apenas 2% dos inquiridos disseram ir sentir a sua falta no caso de desaparecerem.

Ainda assim, se considerarmos a quantidade de jornais gratuitos entregues todos os dias nas ruas e nas estações de metro, até esse sector parece não estar em grande perigo.

Para empreendedores que pensam criar um negócio ou para marketers que planeiam lançar um novo produto, o conselho que fica é não negligenciar por completo os meios de comunicação antigos em prol dos novos.

O sucesso está no marketing integrado, ou seja na combinação perfeita entre tecnologias antigas e recentes pois permite chegar a um target mais alargado e satisfazer os hábitos e necessidades dos mais  variados públicos-alvo.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados