Voltar

Principais tendências das redes sociais por Zuckerberg

Numa conferência recente, o co-fundador do Facebook anunciou quais seriam, na sua opinião, as principais tendências das redes sociais no futuro.

Numa conferência recente, Mark Zuckerberg (co-fundador da rede social mais popular do mundo, o Facebook), lançou algumas previsões relativas ao futuro das redes sociais nos próximos dez anos.

As principais tendências, na sua perspectiva são:

1) Haverá muito mais pessoas na Internet;

2) Será mais provável que o envio de mensagens se faça via fotos e SMS e que os antigos web interfaces percam a viabilidade;

3) O futuro da informática é a realidade aumentada: uma comunicação avançada e sem distrações.

A primeira permissa não é surpresa nenhuma, estudos recentes estimam que a só o subcontinente indiano irá duplicar a sua base de utilizadores até 2018, atingindo cerca de 526 milhões de pessoas conectadas.

Os meios alternativos de envio de mensagens, também estão em evidente expansão. Por exemplo, a aplicação Whatsapp (propriedade do Facebook) já ultrapassou as tradicionais SMS em número de mensagens enviadas.

O Snapchat, um mecanismo de comunicação através de fotografias momentâneas, também cresceu exponencialmente tendo agora cerca de 100 milhões de utilizadores.

Contudo, o texto parece ser apenas uma pequena parcela do futuro da Internet. Por exemplo, o Relógio Apple promete conectar os utilizadores através de vibrações táteis (como envio do nosso batimento cardíaco em forma de vibração para o relógio de pulso do destinatário).

Na perspectiva do criador do Facebook, Zuckenberg, a diversidade de formas através das quais as pessoas partilham coisas, os momentos que as pessoas comunicam, e as ferramentas que utilizam para permanecer conectadas, continuarão a crescer fortemente nos próximos tempos.

Mas a grande previsão é a realidade aumentada. Segundo Zuckenberg, nos próximos 10 a 15 anos, haverá uma nova plataforma, ainda mais natural e ainda mais engrenhada nas nossas vidas que os telemóveis.

O co-fundador da maior rede social do mundo afirma que é muito fácil de imaginar que no futuro haverá algo que possamos vestir/usar, que será tão natural como os óculos, que nos fornecerá um contexto do que se está a passar no mundo, da realidade em redor.

Zuckenberg vai ainda mais longe, dizendo que esta plataforma nos irá também permitir comunicar com as pessoas e não ter conversações disruptivas “ao olhar para o chão.”

De acordo com a sua opinião, a empresa de realidade virtual Oculus poderá ter um papel fundamental nesta plataforma de realidade aumentada. Talvez seja por essa razão que o Facebook pagou um bazilião de dólares pela recém-nascida startup.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados