Voltar

8 razões para fazer o redesign do website

A necessidade do redesign do website é, atualmente, uma tarefa que deve ser tida em atenção, uma vez que os websites são a cara da empresa no meio online.

redesign do website

O processo de redesign de um site deve ser pensado e elaborado tendo em conta todos os objetivos da empresa bem como a mensagem que quer passar. É, contudo, importante perceber que este processo não significa que todos os elementos de design feitos anteriormente tenham que ser alterados.

Na verdade, redesenhar o site, é isso mesmo. Este processo implica na realidade fazer modificações funcionais, que tornam o website mais user friendly no sentido de potenciar os objetivos da estratégia de marketing da marca.

Aqui estão, assim, 8 grandes razões que provam a importância do redesign do site e a forma como este processo vai proporcionar o alcance de objetivos e metas desejáveis:

1) O site não está a ter os resultados desejados

O Website pode estar perfeito, contudo, se não está a obter os resultados desejados então a reformulação é sem dúvida um ótima solução. Os dados do próprio site e de como as pessoas se sentem ao visitá-lo são, nestes casos, excelentes indicadores do que deve ser reformulado para melhorar o user experience do website.

Existem, no entanto, algumas interrogações que facilitam a compreensão sobre o que mudar:

– O call-to-action está a converter visitantes em leads?

– As páginas do site influenciam os visitantes a passar mais tempo no site ou são apenas páginas esteticamente agradáveis?

– O conteúdo do site é muito extenso e corporativo?

– O site transmite corretamente a mensagem e a voz da empresa ao público-alvo?

2) O objetivo do site mudou

As estratégias de marketing não são estanques, uma vez que podem ser alteradas de acordo com os resultados que estão a despoletar. Assim, é imprescindível que os resultados sejam analisados para tornar mais simples e eficaz a definição de novos objetivos para o site.

Pode não ser necessário um design totalmente novo mas as pequenas alterações contribuem para atrair novamente os visitantes assíduos e, sobretudo, captar novos interessados.

3) O site não funciona

Todos os utilizadores já se deparam com websites pouco funcionais, ou na gíria, sites pouco user friendly, e, a verdade é que, são poucos os visitantes que regressam a sites pouco funcionais.

Elementos poucos eficazes fazem com que o utilizador se sinta desmotivado a navegar no site e assim ver o restante conteúdo do mesmo. Por isso, a funcionalidade deve ser o foco de qualquer website.

Existem algumas questões que devem ser respondidas para se tornar mais simples compreender a usabilidade de um website, como:

–  As informações de contacto são encontradas facilmente?

– A navegação é confusa?

– Existe conteúdo difícil de encontrar?

4) Nova estratégia de web design

A nova estratégia de web design deve ser centrada na importância do user experience, uma vez que quanto melhor e mais simples for a navegação, mais atrairá os utilizadores.

Desta forma, podem não ser necessárias mudanças totais, mas sim, pequenas alterações que tornem o website mais coerente e que vão ao encontro das expectativas dos visitantes.

website redesing

5) O redesign do website não é responsive

O facto de 17% do tráfego da internet ser proveniente de dispositivos móveis vem provar o carácter indispensável e a importância dos responsive websites.

Se o website não se ajusta, ou não funciona corretamente em dispositivos como smartphones e tablets, a empresa pode perder potenciais visitantes e consequentemente possíveis clientes. Por isso, é tão imperativo que todas as empresas vejam a adaptação ao mobile como prioridade.

6) Mudanças nas estratégias de conteúdo implicam redesign do website

A verdade é que o conteúdo é uma das prioridades de qualquer website, devido à sua contribuição para campanhas de SEO. Contudo, de que serve ter conteúdo de excelência se não for facilmente encontrado pelos visitantes?

Se o plano passa por alterar a estratégia de conteúdo, ou aumentar a produção para o blog é extremamente necessário que se faça um novo desenho do website, para que a comunicação permaneça coerente.

Acima de tudo é imprescindível que os visitantes se sintam à vontade a pesquisar e a percorrer todo o website e que encontrem facilmente o conteúdo que lhe interessa.

7) Os concorrentes mudaram de site

Obviamente não é necessário fazer alterações no website sempre que os concorrentes as fazem, contudo, caso os concorrentes façam alterações significativas que melhorem a sua posição no ranking dos motores de busca, o website da empresa pode ficar prejudicado.

Assim, é importante que sejam analisados os websites dos concorrentes, com o intuito de alterar os objetivos do próprio website, antes de efetuar o redesign. O importante, é que apresente novas e melhores respostas aos possíveis clientes.

8) Modernização de ferramentas

Se o website recorre a ferramentas externas para apresentar uma melhor funcionalidade, como é o caso dos carrinhos de compras nos websites e-commerce, é necessário que estas mesmas ferramentas estejam de acordo com os padrões de funcionalidade modernos.

Caso contrário, é necessário refletir sobre essas ferramentas e adaptá-las da melhor forma.

Estes são alguns dos pontos fulcrais que devem ser analisados para perceber se o website da empresa necessita de uma nova imagem, mais funcional e simples do ponto de vista da usabilidade.

Atualmente os websites são a “cara” das empresas pelo que devem transparecer claramente o funcionamento da mesma bem como ser user friendly o suficiente para atrair o publico alvo da comunicação.

 

Descubra outros artigos, como este, no nosso blog e acompanhe todas as novidades nas nossas redes sociais Facebook e Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados