Voltar

Marcação semântica: qual a sua importância no SEO?

Marcação semântica é um dos temas mais abordados nos últimos tempos, como técnica de SEO. Será realmente importante implementar esta técnica?

marcacao semantica importante para SEO

A verdade é que, atualmente, a marcação semântica é um tema bastante abordado na comunidade de profissionais ligados ao trabalho na web.

Assim, a questão que se coloca é: devemos realmente utilizar marcação semântica, e será que esta influencia o SEO?

A resposta é sim! A marcação semântica influencia as página nas listagens de SERP dos resultados já existentes nos motores de busca.

Estas listagens, se desenvolvidas corretamente, fazem com que os websites se destaquem, atraindo a atenção dos consumidores, influenciando também a taxa de click-through (CTR), tal como o desenvolvimento de listas de keywords.

Existem inúmeras formas de marcação semântica, contudo, no início os profissionais devem apenas ter em atenção algumas destas táticas, uma vez que são consideradas como principais.

5 tipos de marcação semântica que devem ser tidos em consideração:

1. Facebook Open Graph

A marcação Open Graph permite que os websites se conectem com as páginas e redes sociais, servindo em termos práticos para definir como a página web é apresentada e exibida no Facebook e outras plataformas semelhantes.

Ora, este tipo de marcação ajuda os websites a controlar como os seus conteúdos são apresentados no Facebook. Esta é a chave para garantir um título e uma imagem social específicos quando um utilizador partilha o conteúdo do website nas redes sociais.

2. Breadcrumbs

Os breadcrumbs funcionam como um caminho dentro do próprio website e são benéficos tanto em termos da experiência do utilizador como em termos de SEO, uma vez que o motor de busca passa a conhecer toda a estrutura do website.

Usando a marcação semântica para definir este caminho o os utilizadores do website navegarão mais facilmente no mesmo, conseguindo viajar entre áreas específicas mas relacionadas.

marcacao semantica em websites

3 . Produtos / Classificação

Este tipo de marcação permite que os produtos e dados relacionados sejam especificados perante os motores de busca.

Com esta marcação desenvolvida corretamente, englobando desde o preço, o número de exemplares e informações específicas, o produto pode aparecer nas listagens de SERP na forma de rich snippets, o que acaba por ser uma mais valia.

4 . Authorship Google

Com esta marcação é possível conectar o conteúdo do website com uma conta de Google+, fazendo com que a autoria dos artigos seja conhecida pelos utilizadores do website logo no motor de busca.

Esta marcação proporciona uma visão mais atraente do seu conteúdo no Google SERP.

5 . VideoObject esquema

Esta forma de marcação comunica, aos motores de busca, detalhes específicos sobre um vídeo colocado no website.

Permite que a miniatura do vídeo apareça nos resultados de pesquisa dos motores de busca. Este tipo de marcação semântica pode contribuir para o aumento de CTR de determinada página.

A marcação semântica é um dor factores que podem fazer determinado website marcar a diferença pela positiva, assim ela própria acaba por ser uma das técnicas de SEO.

A discussão sobre qual o melhor método de marcação semântica tem muitos anos, e hoje muitas outras técnicas se juntam ao dublin core que terá sido provavelmente a pioneira, no que diz respeito a referenciação semântica.

No fundo, esta referenciação semântica é uma revolução na Internet que conhecemos, uma vez que hoje os robots dos motores de busca recolhem frases, palavras, imagens, vídeos e outros conteúdos mas não conseguem retirar delas o sentido, ou seja,  são apenas conjuntos de caracteres sem sentido.

Com a referenciação semântica, os motores de busca passam a recolher os mesmos conteúdos passando a vê-los como nós  humanos, ou seja, sabendo ao certo a que se referem deixando de ser apenas conjuntos de informação não relacionada.

Neste momento, não se sabe  durante quantos anos mais esta técnica levará para ser realmente implementada e se tornar comum a toda a Internet, no entanto quando isso acontecer teremos de certeza uma nova Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados